Carta para meu EU do futuro

Boa noooite! Hoje estou fazendo um pequeno parênteses, aproveitando os temas sugeridos lá pelo grupo do Rootaroots-blogueiros de raiz! De alguma forma, tem também relação com a minha viagem à Lyon, então não fiquem bravos 😀

Carta para meu EU do futuro – 10 anos depois

Olá Letícia com 33 anos de idade!

Realmente, estou curiosa para saber até onde você chegou em dez anos. VocÊ sempre foi uma menina lutadora: lutou desesperadamente para nascer, depois para conseguir ser a menina mais rápida do prédio (que conseguia pegar os meninos mais rápidos e colocar na prisão na brincadeira polícia e ladrão) […] Para suportar os amores não correspondidos lutou através da poesia […] dos amores correspondidos que se foram você conseguiu fazer os seus melhores poemas […] Lutou para passar no vestibular, depois para ir à Lyon conquistar seu sonho de aprofundar os estudos em Direitos Humanos… É, rapadura é doce, mas num é mole não!
Não sei onde você está, Letícia. Mas eu estou agora em Lyon e deixei tanto de pensar no futuro, porque ele me angustiava. Teve um tempo no qual eu encucava para saber exatamente todos os passos  para chegar onde quero. No entanto, cheguei a um momento onde estou vivendo mais as sensações. Pode ser que amanhã seja diferente, uma vez sermos metamorfoses ambulantes, como já diria Raul!
Mas eu sei que daqui a alguns meses e anos, Letícia, você estará exatamente onde você precisa estar. Seja solteira, casada, amancebada, ou em mochilão por esse mundão à fora. Eu só gostaria de, nesses dez anos, você não ter esquecido de como nasceu, onde viveu, suas origens. Penso não ser nada legal você estar em um lugar onde não acredita estar fazendo a diferença de alguma forma. Além do dinheiro:  que você esteja fazendo o que você ama, algo que o mundo também precise, sendo você muito bom nisso e que você, no final, seja pago por isso. Se for bem pago, melhor ainda! Tudo se soma!
E quanto aos amores, menina-mulher, espero que você esteja mais confiante em si. E que essa confiança possa ser refletida naqueles os quais te rodeiam: pai, mãe, irmão, irmã, e família, no sentido espiritual mais amplo, porque há laços que transcendem aqueles do sangue. Além de, se você estiver numa relação amorosa, esteja inteira, sem esperar uma possível metade da laranja, mas apenas se trabalhar a si mesma com o outro para a consecução de uma união verdadeira, amorosa e duradoura. Se você já tiver filhos, que o amor de mãe sempre existente em ti possa ultrapassar as barreiras do invisível, de modo que você possa dar um bom apoio e educação a essa criança maravilhosa.
Acima de tudo, Letícia com 33 anos: se cuide! Porque como você vai dar conta disso tudo sem uma boa saúde? Como vai lutar para os Direitos Humanos se concretizarem se você não estiver inteira? É tempo de viver, e viver é amar, é lutar, é saber, é viajar! Ah, e não esquece de estudar!
Abraços imensos do seu EU de 23 anos.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s